Gracias Sanidad Publica2 ampliada
Homenagem aos profissionais de saúde no centro de Madri. / Foto: Jairo Máximo

O que é amigo? Uma só alma morando em dois corpos. (Aristóteles)

Por Jairo Máximo

Madri, Espanha – (Blog do Pícaro) – Sempre relacionei o aplauso com um bom espetáculo -teatral, musical, poético, cinematográfico− nos quais o público passa um momento agradável. Alimento da alma para quem recebe…

No dicionário prático da língua portuguesa encontramos que aplauso é “ato de aplaudir por gestos ou por palavras” e que aplaudir é “festejar com demonstrações de aplausos; aclamar”.

Hora do aplauso. Diariamente, desde 14 de março passado, quando foi decretado o estado de alarme em Madri, aplaudo com força a todos os profissionais de saúde que estão na primeira linha salvando nossas vidas. Médicos, enfermeiros, auxiliares, anestesistas, limpadores e todos aqueles que fazem com que um hospital funcione cem por cem do seu rendimento.

Muitos deles perdem a saúde e a vida na sua luta para que milhares de pessoas contagiadas recuperem-se da infecção do coronavírus Covid-19, o maldito vírus global.

“Fico emocionada com aplausos. Sinto-me querida”, declara uma enfermeira no quadro “Os necessários”, do programa “El intermédio”, emitido pela televisão espanhola La Sexta.

Heróis com bata. Todos sabem que os profissionais de saúde afirmam constantemente que “não se consideram como heróis desta crise sanitária”. No entanto, para mim sim eles são heróis com maiúscula. Sem eles estaríamos sozinhos e perdidos.

Meu dia começa às oito da noite e termina às oito e cinco, depois dos meus efusivos aplausos acompanhados por toda nação espanhola. Uma terapia…

Nestes tempos difíceis saímos a sacada para respirar, para cumprimentar os vizinhos, dar uma olhada na rua e, principalmente, para aplaudir aos nossos heróis.

Obrigado! Obrigado! Obrigado! Amigos para sempre.

Foto APLAUSO 1
Diariamente às oito da noite os espanhóis aplaudem os profissionais de saúde. / Foto: Andrey Karakay

16 de abril de 2020. Parte médica. Até o momento a Espanha conta com 182.816 contagiados, 19.130 mortos e 74.797 recuperados. Segundo o balanço global atualizado hoje pela Universidade Johns Hopkins, dos EUA, existem no mundo 2.054.159 de pessoas contagiadas, das quais 136.997 morreram e 502.506 recuperados. E isto vai aumentar…

Grito de sobrevivência na Espanha. Resistiremos!

Neste momento a palavra resistiremos é uma referencia à música Resistiré, do grupo musical espanhol Dúo Dinámico, gravada em 1988. Um trecho da letra diz assim:

“Resistirei, de pé diante de tudo, / retornarei de ferro para endurecer a pele / e mesmo que os ventos da vida soprem forte, / sou como o junco que se dobra, mas que segue sempre em pé. / Resistirei, para seguir vivendo, / suportarei os golpes e jamais me renderei / e mesmo que os sonhos me rompam em pedaços, resistirei, resistirei”. ●

Gran Vía al mediodía el domingo de Páscuas de 2020
A Avenida Gran Via de Madri no domingo de Páscoa ao meio-dia. / Foto: Jairo Máximo