Literatura

73 dias vagando pelo Brasil

Resultado de imagen de Manuel Chaves Nogales

Manuel Chaves Nogales em Londres nos anos 40 do século passado. / Foto: Arquivo Pilar Chaves.

Por Jairo Máximo

Madri, Espanha ―(Blog do Pícaro)― Quando um dia pela Internet aquele jovem desvairado prometeu para aquela luminosa jovem brasileira que lhe mandaria de presente a biografia do toureiro espanhol Juan Belmonte, matador de toros (1935), escrita pelo jornalista e escritor Manuel Chaves Nogales, não sabia que o livro estava esgotado nas livrarias espanholas. Promessa é dívida; pensa ele.

A última edição que chegou ao mercado editorial espanhol data de 2009, e foi a que ele enviou a ela com alegria, no dia 5 de março de 2018. O exemplar destinado à jovem brasileira tinha sido um presente pessoal de um editor catalão para ajudá-lo a preparar o artigo De peito aberto dedicado a Manuel Chaves Nogales (1857-1944) que ele estava elaborando.

Em uma livraria renomada, que o jovem frequenta em Madri, lhe disseram um dia, com contundência: “A gente te consegue outro exemplar da biografia de Juan Belmonte (1892-1962). Pode enviar seu exemplar para a bela jovem brasileira”.

Dito e feito!

Com uma borracha na mão, ele passou dias apagando as notas que tinha feito nas margens das páginas, por capricho profissional.

O tempo passou… No entanto, sua inquietude aumentava diariamente, porque o livro não chegava à destinatária brasileira, e a livraria espanhola também não encontrava nenhum exemplar da obra. Nem de segunda mão. Tudo esgotado!

Ele deixou de pensar no assunto e começar de zero. Decidiu perdoar o correio brasileiro e a livraria espanhola. Pensava na próxima correspondência e em como conseguir dois novos exemplares da biografia do toureiro Juan Belmonte.

Meses depois, no dia 10 de maio, a livraria lhe chamou e disse: “Jovem, encontramos um exemplar da biografia do Belmonte. Uma edição de 1970, em dois volumes, com uma entrevista “extra” com o toureiro, realizada em 1954, oito anos antes dele se suicidar. Aqui está”.

Exatamente, dez dias depois, no dia 18 de maio, a jovem brasileira informa que a biografia do toureiro escrita por Chaves Nogales chegou ao destino, depois de passar 73 dias vagando pelo Brasil.

A vida é mágica, pensou ele.

E ficou “feliz” por todos. ●

b6160-montaje2bbelmonte2blibro2bchaves2bnogales2bpresentaci25c32593n

Anuncios
Estándar

Un comentario en “73 dias vagando pelo Brasil

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión /  Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión /  Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión /  Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión /  Cambiar )

Conectando a %s